World Cheese Awards anuncia um número recorde de inscrições com a entrada dos produtores de queijos japoneses no concurso

Está previsto que este ano o World Cheese Awards irá bater todos os recordes, com 3 804 queijos a serem avaliados em Bérgamo na sexta-feira, 18 de outubro, quando este concurso se realizar em Itália pela primeira vez. Com um aumento de 10% em relação ao recorde do ano passado, estas inscrições representarão mais países do que nunca e incluirão a participação de produtores de queijos japoneses pela primeira vez, depois de o Japão ter sido adicionado no início deste ano à lista de países com autorização para exportar produtos lácteos para a UE.

As inscrições japonesas, que incluem queijos duros, moles, “azuis”, queijos artesanais “castanhos”, queijos de cabra e queijos fumados, juntar-se-ão às inscrições representantes de 42 países de seis continentes, que serão todos avaliados num único dia na Fiera de Bergamo (Feira de Bérgamo). Após a sessão de avaliação da manhã, em que serão decididos os prémios Bronze, Prata, Ouro e Super Ouro, a atribuição do prémio ao melhor dos melhores será debatida frente a uma audiência ao vivo, antes de o Queijo Campeão Mundial de 2019 ser anunciado a todo o mundo na WCA TV.

Este ano, o maior concurso exclusivamente de queijos do mundo será parte de uma celebração épica de tudo o que se refere a queijos em Bérgamo, com o festival anual FORME da cidade a se expandir para incluir a totalmente nova feira internacional de laticínios, a B2Cheese (www.b2cheese.it). Também haverá um animado mercado de queijos no coração medieval de Bérgamo e os visitantes poderão mergulhar na ação do World Cheese Awards, com uma exposição gratuita de Queijos Campeões Mundiais no Palazzo della Ragione e bilhetes disponíveis para presenciarem a avaliação que se realizará ao vivo, bem como participar nas provas de degustação durante o fim de semana.

 

Números recorde

  • 3.804 inscrições na 32ª edição do concurso (um aumento de 10% relativamente ao recorde de 2018)
  • Inscrições representando 42 países diferentes de seis continentes.
  • 260 juízes de 35 países diferentes, incluindo Barbados, Japão, Nova Zelândia e Rússia, que representam produtores de queijos, comerciantes de queijos, compradores, chefes e críticos gastronómicos

 

Participantes intercontinentais

  • 42 inscrições do Japão – será a primeira vez que o queijo japonês será avaliado no WCA
  • 845 inscrições da Itália no seu primeiro ano como país anfitrião (um aumento de 102% em relação a 2018)
  • As inscrições mexicanas vão desde os queijos tradicionais, como o Chihuahua e o Panela, até ao tipos internacionais incluindo os queijos Gouda, Mozarella e Manchego.
  • Inscrições de queijos com sabor a chocolate, caramelo, abóbora e harissa, da África do Sul
  • Inscrições australianas, incluindo coalho de leite de búfala fresco, labna e queijo de cabra enrolado em folhas de videira
  • Inscrições da Argentina, Brasil e Chile, representando os produtores de queijos da América do Sul

 

Degustadores no painel

  • Nicola Bentoglio, degustadora mestre da ONAF, na Itália
  • Gill Meller, chefe e escritor gastronómico do Reino Unido
  • Roland Barthélemy, presidente do Guilde des Fromagers de França
  • Kris Lloyd, produtor-chefe de queijo Woodside Cheese Wrights, da Austrália
  • Carlos Yescas, comerciante de queijos e autor, do México
  • Cathy Strange, compradora de queijos no mercado mundial, da Whole Foods Market, EUA
  • Regula Ysewijn, escritora gastronómica e apresentadora do programa Bake Off Vlaanderen, da Bélgica

Desenvolvido por KYU design gráfico