Presidente da Languiru integra comitiva em audiência com ministro da Casa Civil


Representantes do setor lácteo estiveram em Brasília no dia 12 de setembro

 

O pedido de socorro para a cadeia produtiva do leite gaúcho chegou à Brasília. No  dia 12 de setembro, comitiva estadual e de representantes da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) estiveram reunidos com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, na capital federal.

Em pauta, destaque para os problemas ocasionados pelos volumes de importação de leite em pó, especialmente do Uruguai, o que afetou toda cadeia produtiva, principalmente no Rio Grande do Sul.

“Depois de sermos recebidos pelo governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, procuramos levar nossas angústias e anseios da cadeia produtiva do leite ao Governo Federal. O cenário é muito negativo, interferindo na geração de emprego e renda no campo. Inclusive, muitas famílias têm deixado a atividade”, destaca o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer, que integrou a comitiva em Brasília. Segundo levantamento da Emater/Ascar-RS, cerca de 1,8 mil famílias dos Vales do Taquari e Caí já abandonaram a produção de leite.

A crise do setor lácteo tem sido agravada com a importação de leite em pó do Uruguai, reduzindo os preços pagos ao produtor rural, tornando a atividade insustentável. Padilha recebeu documento assinado pelas lideranças e representantes de entidades ligadas ao setor produtivo, com sugestões de ações que poderão ser implementadas a fim de solucionar o problema da cadeia leiteira, possibilitando a sustentabilidade da atividade no campo. Entre as sugestões apresentadas, o grupo destacou a necessidade urgente de fortalecimento do mercado interno de lácteos, ampliando as compras governamentais do leite nacional, além de mecanismos de controle para a importação de leite em pó dos países do Mercosul, especialmente do Uruguai, origem do maior volume atualmente.

 

Expectativa

 

A partir da audiência, a expectativa do grupo é de que Padilha possa dar andamento às demandas apresentadas. No que se refere às compras governamentais, o ministro determinou que o Ministério do Desenvolvimento Social e a Secretaria de Agricultura Familiar reúnam-se com o Ministério do Planejamento para a busca de soluções.

Padilha ainda determinou que o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, juntamente com o Ministério da Agricultura e Ministério das Relações Exteriores, busquem possíveis ações para regularização do fluxo de importações do Uruguai e criem um ambiente favorável a um acordo comercial entre os setores privados dos dois países, com o menor impacto possível nas relações comerciais no âmbito do Mercosul.

“Precisamos unir forças para minimizar os problemas e prejuízos à cadeia produtiva do leite. Não somos contra a importação, justamente pelo fato de que o Brasil necessita dessas relações comerciais, mas que os níveis de leite em pó que ingressam no país e, especialmente, no Rio Grande do Sul, não desestruturem toda a nossa cadeia produtiva”, ressalta Bayer.

 

Participantes

 

A reunião com os representantes do Governo Federal foi articulada pelos deputados da bancada do Rio Grande do Sul, Alceu Moreira, Covatti Filho, Heitor Schuch, Bohn Gass e Marcon; e, ainda, do deputado Sérgio Souza, do Paraná. Todos integram a Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop).

Também participaram do encontro, por parte do governo, Marcos Pereira, ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços; Neri Geller, secretário de Política Agrícola do MAPA; Caio Rocha, secretário de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS; José Ricardo Roseno, secretário especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, antigo MDA; e Ernani Polo, secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul.

A reunião contou, também, com a presença de representantes da Fecoagro/RS, da Confederação Nacional da Agricultura, da Fetag/RS, do Sindilat/RS, do Sindileite/PR, da Farsul/RS, da Famurs, do IGL/RS, do Codevat, do Silemg e da AMP/PR.

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

 

 

Desenvolvido por KYU design gráfico