Os impactos da quarentena já chegaram na Agroindústria

 

Visivelmente, os impactos da quarentena desembarcaram na Agroindústria brasileira já no mês de março.

  • Em março, a produção agroindustrial encolheu 5,6%, em comparação com o mesmo mês do ano anterior;
  • Devido a essa retração, a produção agroindustrial do primeiro trimestre foi “empurrada” para o campo negativo (-1,2% na comparação com o primeiro trimestre de 2019).

De forma desagregada, o desempenho dos setores agroindustriais seguiu uma lógica muito clara:

  • Os setores da agroindústria que conseguiram sustentar o crescimento da sua produção foram aqueles (i) considerados essenciais e (ii) cuja demanda está associada ao consumo doméstico. Por exemplo, o setor de Produtos Alimentícios que registrou expansão de 3,4% no mês, na comparação interanual.

Do outro lado, aqueles produtos não essenciais ou que a demanda está relacionada ao setor de serviços (como restaurantes, lanchonetes e padarias) sofreram, já em março, o impacto da quarentena de forma intensa. Nesse grupo, merece destaque o setor de Bebidas, cuja produção contraiu 18,7%, e o segmento de Produtos Não Alimentícios, com uma queda de 9,4%.

Fonte: FGVAgro

Desenvolvido por KYU design gráfico